Conheça um pouco mais da minha história

Olá. Tudo bem?

Eu me chamo Ana Cristina Nogueira e hoje vou contar a minha história de vida para vocês.

Logo na maternidade, fui dada para adoção e foi criada como filha única de um casal muito especial, que me ensinaram o valor do trabalho, do estudo e da honestidade. Com o incentivo da minha mãe, que era secretária escolar, sempre me voltei aos estudos, mesmo não gostando muito no começo. Mas foi através da exigência de minha mãe, que consegui desenvolver amor pelos estudos, e isso fez toda a diferença em minha vida. Mas infelizmente aos 16 anos de idade, perdi a minha mãe. Esse triste fato me fez refletir sobre o imenso amor que sentíamos uma pela outra, e me fez questionar: será que todo esse amor pode acabar assim?

Depois da morte de minha mãe, conheci a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos últimos Dias, que fez uma grande diferença e deu um novo norte para a minha vida e para a minha família. Não demorou muito e fui chamada para ser professora do seminário, ao mesmo tempo, em que estava no terceiro ano do ensino médio, me preparando para o vestibular. Foi um período que tive que ter muita dedicação para conciliar os estudos e o seminário. Prestei vestibular para psicologia, infelizmente não passei, mas fiquei entre os classificáveis.

Porém, Deus reservou grandes bênçãos para mim, e pouco tempo depois recebi a maior delas, pois conheci o meu esposo: Alri Nogueira. Formamos uma linda família e hoje temos 5 filhas, 2 netos e 3 genros. Com certeza, conhecer o meu esposo, foi uma das maiores bênçãos que recebi do Senhor. Não foi fácil chegar onde chegamos e para alcançar o sucesso no meio empresarial, passamos por vários pequenos fracassos com pequenas negócios de vários seguimentos que não deram certo.

Foi quando começamos a trabalhar com plano funerário. No início tivemos um sócio e um parceiro, mas nem a sociedade e nem a parceria deram certo. Mas com muita dificuldade, conseguimos abrir a nossa própria funerária. Por não termos muito capital, meu marido: Alri Nogueira, tinha que trabalhar fazendo lotação em uma van muito pequena, uma Towner. E com o dinheiro conseguido com a lotação, tirávamos o dízimo e usávamos o restante para alimentar nossos vendedores que estavam em campo e nossa família.

Durante muito tempo vivemos assim, até que nossa pequena funerária começou a crescer, firmamos importantes parcerias e assim começamos a colher os frutos de nosso trabalho árduo e honesto, pois depois superar inúmeros desafios, alcançamos o sucesso. Mas nunca esquecemos do importante aprendizado com as experiências vivenciadas em nossa trajetória, como nas muitas vezes que eu mesma fui vender plano de assistência familiar e fazer cobrança de porta em porta ou nas vezes que meu marido foi fazer o translado de corpos para cidades do interior e eu tinha que ir sozinha recolher os corpos no Instituto Médico Legal.

Tudo isso me fez lembrar os ensinamentos de meu pai, de ser honesta em todas as coisas, mas aproveitar as oportunidades. Pois, chegava o momento de aproveitar as oportunidades e eu percebi que eu precisava de conhecimento técnico para dar continuidade ao crescimento da nossa empresa. Foi quando eu decidi voltar a estudar, e retornei fazendo um curso técnico de pedagogia e posteriormente conclui a faculdade de nível superior na mesma área. Inicie também a pós-graduação em psicopedagogia, mas tive que parar por conta de problemas na gravidez de minha quarta filha.

Após passar por essa fase, iniciei a Pós Graduação na Área de Recursos Humanos (Administração de Recursos Humanos), essa pós-graduação foi importantíssima, pois me ajudou a formar meu grupo de funcionários e a exigir e incentivar que eles alcançassem o nível do ensino superior. Então nós temos hoje, funcionários que iniciaram sua história conosco e que através de nosso incentivo, se formaram na faculdade e hoje além de grandes profissionais dentro de suas áreas de atuação, também são grandes parceiros. Por estar diante de um seguimento que convive constantemente com a morte, eu me incomodava com sofrimento e luto das famílias, pois queria ajudar de alguma forma. Foi quando decidi voltar ao início de minha história acadêmica, o Curso de Psicologia. Após concluir o curso eu ainda sentia que eu ainda podia me qualificar um pouco mais, foi quando fiz uma Pós Graduação em Tanatologia na cidade de Teresina.

Daí em diante comecei a formar vários grupos de pessoas que necessitam de um acompanhamento psicológico de qualidade e uma atenção especial. E assim formando Grupos específicos de acolhimento a funcionários, famílias e crianças. Como é o caso dos Grupos: Girassol (Formado apenas por idosas), Grupo da Dor (Onde tratamos das dores de nossos colaboradores) e Grupo de Apoio as Famílias enlutadas. Todos esses grupos são acolhidos por uma equipe de 5 psicólogos altamente qualificados, aptos para ajudar todas essas pessoas a superar esses momentos tão difíceis do luto.

O Grupo já atua no mercado a 25 anos, com sede em Fortaleza-CE e 11 filiais espalhadas pelo Nordeste. Também fazem parte do Grupo, a Clínica MEDlife (Que presta atendimento médico e odontológico para sócios e outras pessoas a preços populares), e a Óticas Ariana. Muita gente pergunta ao que eu atribuo o sucesso do Grupo SBC, e eu sempre respondo que atribuo todo esse sucesso primeiramente a Deus, e também acredito que uma empresa não pode crescer sem solidarizar com a dor do próximo, não somente a dor física, mas a dor material também. Esse sonho de ajudar a suprir as necessidades e amenizar a dor do próximo, foi um compromisso assumido por mim e meu esposo, desde o início da nossa empresa, pois nos comprometemos que parte do lucro ia ser direcionada para ações solidárias.

E assim foi criada a SBC Solidária, que começou com a abertura de uma pequena creche na cidade Fortaleza, no bairro Bom Jardim, hoje as creches se expandiram e estão presentes em várias cidades do interior do Ceará e outras cidades do Nordeste. A SBC Solidária propriamente se solidariza com as pessoas com necessidades básicas de saúde, alimento e acolhimento psicológico. Entrando nas comunidades e promovendo nossa prestação de serviços à população. Nosso intuito sempre é montar uma corrente de voluntários para trabalhar em prol das pessoas carentes, promovendo dignidade e amor ao próximo. Isso nos traz uma imensa satisfação e nesse ano de 2021 nós temos vários projetos aqui no Brasil e também no exterior. Então vale a pena você acompanhar o processo e o progresso da SBC Solidária.

Grande abraço,

Dra. Ana Cristina Nogueira.